Concelho de ÁGUEDA
Distrito da AVEIRO
Turismo do CENTRO DE PORTUGAL
 
AGD PR1 - Da Pateira ao Águeda

Características do Percurso
Nome
Da Pateira ao Águeda
Código AGD PR1
Tipologia Circular
Distância 14Km
Duração aproximada 4:00h
Tipo de piso Caminhos naturais e semi naturais
Grau de dificuldade Baixo a Médio
Local de Partida Parque de Lazer da Pateira, Óis da Ribeira
Local de Chegada Parque de Lazer da Pateira, Óis da Ribeira
Coordenadas geográficas

Ficheiros
AGD PR1 Da Pateira ao Águeda - Folheto


Marcação do Percurso e Edição de Guia

Câmara Municipal de Águeda
Praça do Município 3754-500 Águeda
Telf
234 610 070 ou 800 203 197 Email geral@cm-agueda.pt

Localização

Descrição e Motivos de Interesse
A Pateira, comumente designada como Pateira de Fermentelos, é uma das maiores lagoas naturais da Península Ibérica, estando localizada entre os concelhos de Águeda, Aveiro, Oliveira do Bairro, antes da confluência do Rio Cértima com o Rio Águeda, junto a Ponte de Requeixo e inserida na Bacia Hidrográfica do Rio Vouga. Incluída na "Rede Natural 2000", integra a zona protecção especial da Ria de Aveiro, sendo uma importante e extensa zona húmida, com uma área aproximada de 5km2. O rio Águeda, principal afluente do Rio Vouga, nasce na Serra do Caramulo e resulta da junção entre a Ribeira do Monte Teso e a Ribeira do Bazerreira. Com uma Bacia de 971,8 km2, percorre cerca de 35 km até confluir com o Rio Vouga junto à freguesia de Eirol, a cerca de 2,5 km a jusante da confluência da Pateira de Fermentelos. O percurso pedestre desenvolve-se em espaço natural e semi-natural, por entre amieiros, freixos, carvalhos, loureiros, choupos e eucaliptos, mas também junto ao caniço e bunho da zona húmida, onde surgem habitats de Importância Comunitária e ganha destaque a diversidade biológica e a heterogeneidade de paisagens que podem ser trilhos, onde surgem ainda algumas áreas associadas ao mosaico paisagístico "Bocage". Seguindo o trilho podem ser observados espécies como: Garça-vermelha, o Milhafre-preto, a Águia-sapeira, a Águia-de-asa-redonda, o Guarda-rios, o Perna-longa, o Pato-bravo, o Galeirão, entre outras espécies de garças, passeriformes rapinas, etc. Aliás o próprio termo Pateira designa, na sua etimologia abundância de patos. Assim, a diversidade de habitats permite a sustentação destas comunidades, e de outros grupos como por exemplo os peixes, os répteis, os anfíbios, os moluscos, os mamíferos, que podem ser descobertos ao longo do trilho.
XXX

Avaliação SAL
Não há avaliação SAL sobre este percurso pedestre.

Certificações
Este passeio está certificado pela Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal.

Outras Informações

Não há mais informações disponíveis sobre este percurso pedestre.



WALKING PORTUGAL

WALKING PORTUGAL
Todos os direitos reservados.